Militares definem perfil de sucessor de Weintraub

Novo ministro deve ser conservador, ligado à área da educação e não egresso nem da política nem do meio militar

Caio Junqueira
Por Caio Junqueira, CNN  
19 de junho de 2020 às 20:46 | Atualizado 19 de junho de 2020 às 20:47
Prédio do Ministério da Educação
Foto: Geraldo Magela/Agência Senado


Os militares desbancaram a ala ideológica e definiram o perfil que pretendem do novo ministro da Educação.

Ele deve ser conservador, ligado à área da educação e não egresso nem da política nem do meio militar.

Alguns nomes com esse perfil já vêm sendo debatidos dentro do Palácio do Planalto.

A avaliação é a de que é preciso escolher uma pessoa desvinculada da gestão de Abraham Weintraub. Tanto pelas críticas que ele recebe de especialistas do setor, quanto para não demonstrar ao Judiciário que Weintraub conseguiu influenciar na sua sucessão.

É por esse motivo que os nomes do secretário de Alfabetização, Carlos Nadalim, e do secretário-executivo, Paulo Vogel, perderam força.