General Ramos publica e apaga postagem sobre prorrogação do auxílio emergencial

O ministro também comparou valores do auxílio pago em função da pandemia do novo coronavírus a montantes repassados pelo Bolsa Família

Sinara Peixoto, da CNN, em São Paulo
25 de junho de 2020 às 08:13 | Atualizado 25 de junho de 2020 às 10:51

O ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, fez uma publicação sobre o auxílio emergencial, no Twitter, na manhã desta quinta-feira (25), e, minutos depois, apagou a postagem.

De acordo com mensagem da assessoria enviada ao colunista Igor Gadelha, a postagem foi "incorreta" e "o assunto está em discussão".

    Leia também:

Guedes diz que enviará ‘muito em breve’ prorrogação do auxílio emergencial

Auxílio emergencial compensou parte considerável da perda de renda, diz Ipea

Na publicação, Ramos anunciava a prorrogação do auxílio por mais três meses, em parcelas que teriam redução de R$ 100,00 a cada mês. O ministro também comparou valores do auxílio pago em função da pandemia do novo coronavírus a somas repassados pelo Bolsa Família.

"O governo vai pagar 3 parcelas adicionais (de R$500, R$ 400 e R$300) do auxílio emergencial. A proposta faria o benefício chegar neste ano a pelo menos R$ 229,5 R$. Isso é 53% de toda a transferência de renda já feita no programa Bolsa Família desde seu início, em 2004", dizia a postagem deletada. 

Post publicado na manhã desta quinta e deletado em seguida
Foto: Reprodução/ Twitter