Decotelli pode responder na Justiça por currículo inconsistente, avalia Planalto


Renata Agostini
Por Renata Agostini, CNN  
29 de junho de 2020 às 16:00
Carlos Decotelli

O ministro da Educação Carlos Alberto Decotelli

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado


Auxiliares do presidente dizem que são grandes as chances de que Carlos Decotelli responda judicialmente às inconsistências apontadas seu currículo. 

Um integrante do Palácio do Planalto diz que a preocupação é grande no entorno do presidente. Há avaliação de que o novo ministro venha a responder por crimes como estelionato e falsidade ideológica. 
De acordo com três fontes do governo ouvidas pela CNN, Bolsonaro avalia rever a nomeação.

Leia também:
Quem é Carlos Alberto Decotelli, novo ministro da Educação do governo Bolsonaro

As credenciais de Decotelli foram ruindo nos últimos dias. Após a Universidade de Rosário, na Argentina, afirmar que ele não concluiu seu doutorado na instituição, foram apontadas suspeitas de plágio em seu trabalho de mestrado na FGV. Por fim, o seu pós-doutorado também foi questionado por uma universidade alemã.