Alcolumbre usa relatoria do Fundeb no Senado para dar recado político

Flávio Arns (Rede-PR) como uma forma de responder às críticas de Randolfe Rodrigues (Rede-AP)

Thais Arbex
Por Thais Arbex, CNN  
22 de julho de 2020 às 22:51 | Atualizado 22 de julho de 2020 às 22:52
Presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP)
Foto: Pedro França - 26.mai.2020/Agência Senado

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), usou a escolha do relator da PEC (proposta de emenda à Constituição) do Fundeb, fundo que financia a educação básica, na Casa para dar uma resposta aos colegas que fazem oposição à sua gestão. 

Segundo relatos feitos à CNN, Alcolumbre entregou a missão a Flávio Arns (Rede-PR) como uma forma de responder às críticas de Randolfe Rodrigues (Rede-AP). 

Em entrevistas recentes, Rodrigues afirmou que o presidente do Senado atuaria, a pedido do governo Jair Bolsonaro, para dificultar a aprovação da proposta do novo Fundeb. Aliados de Alcolumbre dizem que a escolha de Arns é “um tapa com luva de pelica” no antigo aliado de primeira ordem.

“Designei o senador Flávio Arns (Rede-PR) para relatar a PEC do novo Fundeb no Senado. Uma das prioridades da Casa no segundo semestre, a proposta é de vital importância para a manutenção da educação pública no país. A matéria foi aprovada ontem (21), em dois turnos, na Câmara”, postou Alcolumbre nas redes sociais. 

A perspectiva é a de que Alcolumbre dê aos senadores todo o mês de agosto para que o Fundeb seja debatido pela Casa e só depois disso leve o projeto ao plenário.