Fazenda avaliada em R$ 3 milhões de operador financeiro de Cabral vai a leilão

Último leilão arrecadou R$ 4,5 milhões pela União, com a venda de ouro e diamantes do ex-governador do Rio

Isabelle Resende, da CNN, no Rio
19 de agosto de 2020 às 16:54
Fazenda Três Irmãos fica em Paraíba do Sul, no Rio
Foto: Divulgação

A fazenda Três Irmãos que pertenceu a Carlos Miranda, operador financeiro do ex-governador Sérgio Cabral, vai a leilão semana que vem. Os lances da propriedade, avaliada em R$ 3 milhões, já estão abertos. O imóvel foi apreendido pela Justiça Federal no âmbito da operação Lava Jato.

No último leilão de bens recuperados pela Lava Jato, em 29 julho, foram arrecadados R$ 4,5 milhões pela União, com a venda de ouro e diamantes do ex-governador do Rio, Sérgio Cabral. 

A fazenda que pertenceu a Carlos Miranda tem três chalés, piscina, gerador de energia e área de lazer. No terreno há dois lagos, além de duas minas d’agua que nascem na propriedade.  A área ainda uma reserva natural, um curral, galpão e até um alambique, onde está instalado o maquinário de destilação de cachaça e espaço para armazenamento. No total, a propriedade tem aproximadamente 578 mil metros quadrados (21,2 alqueires) e fica em Paraíba do Sul (RJ). 

Leia mais:
Leilão de joias de Sérgio Cabral arrecada R$ 4,6 milhões

Esse é o primeiro leilão, no Rio de Janeiro, de um imóvel apreendido como resultado de ação de combate ao crime de corrupção e de lavagem de dinheiro. O pregão está marcado para o dia 24 de agosto. Até lá, interessados podem dar lances a partir de R$ 2 milhões para arrematar a propriedade.

 O leilão está sob a coordenação da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad/MJSP), órgão responsável pela gestão dos ativos apreendidos pelo tráfico de drogas ou por crimes de corrupção e de lavagem de dinheiro.

Desde 2018, mais de 60 leilões foram realizados em todo o País somando R$ 20 milhões destinados aos Fundo Nacional Antidrogas (Funad) e R$ 4,5 milhões ao Fundo Penitenciário Nacional (Funpen). 

 A Fazenda Três Irmãos é o primeiro patrimônio sob alienação antecipada - quando o juiz autoriza a sua venda antes do trânsito em julgado, como forma de preservar o patrimônio e evitar prejuízos financeiros com desgastes e manutenção. 

Balanço

O último leilão realizado no estado do Rio, em 29 julho, arrecadou de R$ 4,5 milhões com a venda de ouro e diamantes apreendidos de crimes de lavagem de dinheiro. Em 10 meses, a Senad/MJSP arrecadou nacionalmente R$ 24,5 milhões com a venda de 2.051 itens entre veículos populares e de luxo, eletrônicos, eletrodomésticos, joias, ativos biológicos, em mais de 60 leilões, um recorde, comparado aos anos anteriores, nos quais eram realizados, em média, 7 leilões anualmente.

Carlos Miranda foi condenado a 20 anos de prisão, no âmbito da Operação Calicute, um desdobramento da Lava Jato no Rio. Chegou a ficar na cadeia de 2016 a 2018, mas foi beneficiado por uma decisão do Supremo Tribunal Federal e cumpre pena em prisão domiciliar. Miranda, apelidado de “o homem da mala de Cabral”, função que desempenhou no primeiro mandato do ex-governador (2007-2010), conseguiu redução de pena por colaborar com a Justiça. As informações reveladas foram consideradas essenciais para entender como funcionada a organização criminosa.