Convenção do PSD lança Hugo Leal candidato à prefeitura do Rio

Ainda não há definição com relação ao nome para ocupar o cargo de vice-prefeito na chapa

Stéfano Salles, da CNN no Rio
07 de setembro de 2020 às 15:11 | Atualizado 07 de setembro de 2020 às 16:32
Convenção do PSD confirmou Hugo Leal como candidato à prefeitura do Rio
Foto: Divulgação/PSD

Neste feriado do Dia da Independência, o PSD confirmou o lançamento de candidatura própria à prefeitura do Rio. Em convenção presencial realizada no centro de convenções de um hotel da Zona Portuária do Rio, o deputado federal Hugo Leal foi aclamado candidato pela sigla.

O evento também homologou o lançamento da nominata de candidatos a vereador, com 54 postulantes. Ainda não há definição com relação ao nome para ocupar o cargo de vice-prefeito na chapa. Hugo Leal tem 58 anos, é advogado e está no quarto mandato de deputado federal. Em seu discurso, ele destacou o momento econômico da cidade:

"O Rio de Janeiro hoje é o grande desafio do Brasil. Recuperar nossa cidade da quase falência é tarefa difícil que exigirá um governo competente e criativo, que valorize a cidadania e invista prioritariamente no oferecimento de oportunidades para nossa população", afirmou o candidato.

Leia também:

PTB adia candidatura à prefeitura do Rio enquanto negocia aliança bolsonarista

Com coronel da PM como vice, PSOL lança Renata Souza à prefeitura do Rio

Eduardo Paes lança candidatura para prefeito do Rio de Janeiro pelo DEM

O deputado afirmou ainda que, caso vença as eleições, o município chamará para si parte da responsabilidade no enfrentamento aos problemas de segurança pública. Constitucionalmente, essa é uma obrigatoriedade do governo do estado.

"Temos a convicção de que o município exerce um papel fundamental na prevenção da criminalidade.  Não faz sentido fazer como governos anteriores e tirar o corpo fora, fazer de conta que a prefeitura não tem nada a ver com isso. Adotaremos a inteligência, a tecnologia e a informação, como princípios ", disse Leal.

O agora candidato a prefeito foi Secretário de Administração e Reforma do Estado no governo de Anthony Garotinho, entre 1999 e 2002. Entre 2003 e 2005, governo de Rosinha Garotinho, foi presidente do Detran.

Ainda na gestão de Rosinha, foi Secretário de Justiça e Direitos do Cidadão. Sua atuação parlamentar ficou marcada pela autoria da Lei Seca, que restringiu a tolerância de presença do álcool no sangue dos condutores a até 0,33 miligramas de álcool, aferido por testes de bafômetro.

Leal é o sexto candidato oficialmente lançado por um partido à Prefeitura do Rio. Antes dele, foram confirmadas as candidaturas de Glória Heloiza (PSC), Fred Luz (Novo), Eduardo Paes (DEM), Renata Souza (PSOL) e Cyro Garcia (PSTU).