Em evento, ex-prefeito de Cocal (PI) diz que não roubou tanto quanto o atual

Em 2009, José Maria Monção foi preso durante a Operação Harpia, da Polícia Federal, acusado de desviar dinheiro do Fundeb

Julyanne Jucá, da CNN, em São Paulo
08 de setembro de 2020 às 06:58 | Atualizado 08 de setembro de 2020 às 13:16

O ex-prefeito de Cocal, no Piauí, José Maria Monção, proferiu uma fala inusitada durante uma convenção do MDB na cidade, realizada nesse domingo (6). Durante o discurso, ele disse que "roubou menos" que o atual prefeito, Rubens Vieira (PSDB). A fala viralizou nas redes sociais.

"Não é que o Cocal também seja o fim do mundo, mas passa a administração e todos padecem. Eu fui prefeito três vezes, eu sei o meu sofrimento, mas também não roubei o tanto que esse aí roubou", afirmou. "Está entendendo? Esse é descarado, esse está é afundando o Cocal", disse Monção em referência ao atual prefeito da cidade.

"Eu posso até ter tirado alguma coisa, dado aos pobres", declarou. "Se eu fui preso, tem um motivo", completou ele.

Assista e leia também:
Vereadores abrem CPI para investigar funcionários ligados ao prefeito do Rio
Porto Alegre: comissão aprova seguimento de processo de impeachment do prefeito
TJ condena Doria a multa de R$ 600 mil por usar ‘Acelera SP’ como prefeito

Em 2009, Monção foi preso durante a Operação Harpia, da Polícia Federal, acusado de desviar dinheiro do Fundeb.

José Maria Monção, ex-prefeito de Cocal
Foto: Reprodução / Redes sociais

Outro lado

Em nota divulgada nessa segunda (7), Rubens Vieira afirmou que ficou surpreso com o discurso de Monção que circulou nas redes sociais.

"Rubens Vieira foi surpreendido na data de hoje com o compartilhamento, em alta dimensão, de trechos de um discurso de ódio e cheio de acusações levianas proferidas por adversário político", diz a nota.

Vieira ainda ressaltou que "José Maria Monção, ex-prefeito de Cocal-PI, expôs de maneira confessa um conjunto de irregularidades de seu grupo político, e tentou justificar suas ações realizando uma exposição indevida do atual prefeito".

Íntegra da nota oficial

"O atual Prefeito do Município de Cocal - PI, Rubens Vieira, foi surpreendido na data hoje com o compartilhamento, em alta dimensão, de trechos de um discurso de ódio e cheio de acusações levianas proferidas por adversário político quando da realização de Convenção Partidária Progressistas e MDB na data de ontem, no Município.

O senhor José Maria Monção, ex-prefeito de Cocal-PI, expôs de maneira confessa um conjunto de irregularidades de seu grupo político, e tentou justificar suas ações realizando uma exposição indevida do atual Prefeito, pelo que merece total repúdio em suas palavras e atos.

Hoje, em um dia simbólico, em que se comemora a independência do Brasil, a população brasileira necessita refletir, a partir desse tipo de confissão, e afastar da vida política grupos de pessoas que não estão preocupadas com a causa pública.

O prefeito Rubens Vieira reafirma o seu compromisso com a população de Cocal, e se encaminha para o encerramento do segundo mandato, em uma gestão comprometida, com a aprovação de quase 80% da população, e, com muitas obras e melhoria de qualidade de vida para a população cocalense. Esse sim, o povo cocalense, deve ser conhecido e propagado, nacionalmente, em sua dignidade, e lembrado e honrado através de políticas públicas e ações eficazes, como se fez nesses quase 08 anos.

Assessoria de Rubens Vieira, atual Prefeito de Cocal - PI"