AGU prepara recurso de Bolsonaro contra depoimento


Da CNN, em São Paulo
11 de setembro de 2020 às 21:58 | Atualizado 12 de setembro de 2020 às 00:33

A Advocacia-Geral da União (AGU) prepara recurso do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) contra a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello, para que o chefe do Executivo preste depoimento oral – presencialmente ou por videoconferência – no inquérito que apura suposta interferência de Bolsonaro na Polícia Federal.

Ao repórter Leandro Magalhães, Bolsonaro disse que vai decidir se recorre ou não na semana que vem juntamente com a AGU.

Assista e leia também:
Bolsonaro decide recorrer ao plenário do STF contra decisão de Celso de Mello
Celso de Mello nega a Bolsonaro possibilidade de depor por escrito à PF

De acordo com o analista da CNN Igor Gadelha, aconteceu hoje uma reunião no Palácio do Planalto na qual foi discutida a possibilidade de recorrer da decisão.

O ministro Celso de Mello defende que o depoimento seja oral, e não por escrito, porque o presidente está na condição de investigado no processo, e não como testemunha ou vítima.