Marta Suplicy deve gravar vídeo em apoio a Covas na convenção do PSDB

Participação de Marta no evento pode definir o futuro dela no Solidariedade, partido ao qual se filiou em abril

Tainá Falcão, da CNN, em São Paulo
11 de setembro de 2020 às 15:42 | Atualizado 11 de setembro de 2020 às 17:33
A ex-senadora e ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

A ex-prefeita Marta Suplicy (Solidariedade) deve participar da convenção que confirmará o nome do prefeito Bruno Covas como candidato pelo PSDB à reeleição neste sábado (12), de forma virtual e presencial. 

A ex-prefeita deverá gravar um vídeo em apoio a Covas. A participação de Marta no evento pode definir o futuro dela no Solidariedade, partido ao qual se filiou em abril. 

Assista e leia também:

Solidariedade não descarta expulsar Marta após ela anunciar apoio a Covas

Ricardo Nunes, do MDB, será vice de Bruno Covas em SP

O Solidariedade decidiu apoiar o candidato do PSB, o ex-governador Márcio França. Questionado sobre a negativa de apoio da ex-prefeita a sua candidatura, França limitou-se a dizer que “todo apoio faz falta”.

Na quinta-feira (10), o presidente do Solidariedade, deputado Paulinho da Força (SP), aventou a possibilidade de expulsão de Marta da legenda, caso o apoio a Covas fosse formalizado.

“O partido tem que pensar no que vai fazer. Estão me dizendo que ela [Marta] vai gravar um vídeo pra convenção [do PSDB]. Se ela fizer o vídeo, o partido pode mandar pra o conselho de ética ou decidir pela expulsão”, disse o parlamentar.

O nome de Marta foi um dos cogitados para compor a chapa de Bruno Covas à reeleição, quando ainda existia a chance de o Solidariedade fechar uma aliança com Covas em São Paulo.

Nesta sexta-feira (11), o candidato do PSDB definiu o vereador Ricardo Nunes (MDB) como seu candidato a vice-prefeito.