Advocacia-Geral da União deve defender reeleição só para Davi Alcolumbre

Segundo apuração da analista da CNN, Renata Agostini, a AGU deverá entregar parecer completo para o STF no máximo até esta quinta-feira (17).

Da CNN, em São Paulo
14 de setembro de 2020 às 19:03 | Atualizado 14 de setembro de 2020 às 19:58

A Advocacia-Geral da União deve apresentar ainda nesta semana posicionamento sobre a reeleição ou não dos presidentes do Senado Federal e Câmara dos Deputados. 

Segundo apuração da âncora da CNN, Daniela Lima, a AGU deverá defender tese no Supremo Tribunal Federal de que apenas os chefes dos poderes – legislativo e executivo – podem se reeleger.

Leia também

Autora da PEC da reeleição se filiará ao PSD, tirando hegemonia do MDB no Senado

Centrão quer enterrar assunto sobre reeleição na Câmara

Líderes resgatam PEC para interditar manobra no STF sobre reeleição no Congresso

A AGU dirá que a constituição abre margem para a reeleição de chefes dos poderes, favorecendo Davi Alcolumbre (DEM-PA), que, por ser presidente do Senado, é também presidente do Congresso Nacional, órgão máximo do legislativo brasileiro.

Esta seria uma forma de a AGU se manifestar a favor de Alcolumbre, que tem boa relação com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), e colocar Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, em situação complicada.

Segundo apuração, a AGU deverá entregar parecer completo para o STF no máximo até esta quinta-feira (17).

(Edição: Sinara Peixoto)