MDB lança vereador Paulo Messina candidato à prefeitura do Rio

Ele está em seu terceiro mandato na Câmara Municipal e é o presidente do partido na capital fluminense

Stéfano Salles, da CNN, no Rio
14 de setembro de 2020 às 15:27
O candidato do MDB à prefeitura do Rio, Paulo Messina
Foto: Divulgação/MDB

O vereador Paulo Messina, de 45 anos, foi lançado no fim da manhã desta segunda-feira como candidato do MDB, em convenção realizada no auditório do partido, no Centro do Rio. Ele está em seu terceiro mandato na Câmara Municipal e é o presidente do partido na capital fluminense. A chapa terá como candidata a vice-prefeita a psicóloga Sheila Barbosa, também do MDB. 

Messina é matemático, professor, foi líder do governo Crivella na Câmara e Secretário Municipal da Casa Civil. Rompeu com o prefeito no ano passado. O agora candidato destacou que sua campanha trabalhará com dois focos: geração de emprego e organizar o sistema de saúde do município. O candidato disse que o estado tem apenas 206 empresas com mais de mil empregos, perdeu 400 com esse perfil. Assim, o objetivo seria trazer pelo menos 200 delas de volta. 

Leia mais:
Governador em exercício do Rio antecipa mudança no secretariado

 “Apenas com isso, resolveríamos metade de nossa meta de geração de empregos para 2024. Com relação às Organizações Sociais, elas que estão no controle e apresentam a conta para a prefeitura, que só paga. Nós vamos reformular esse sistema e fazer uma licitação no primeiro dia de governo, para quebrar o controle desse pequeno número de empresas, esse oligopólio”, afirmou o candidato. 

A situação é bem diferente da apresentada há quatro anos, quando a legenda lançou o deputado federal Pedro Paulo para suceder Eduardo Paes, que também era do partido, com o apoio de outras 15 siglas. Depois dos escândalos de corrupção envolvendo os governos de Sérgio Cabral e Luiz Fernando Pezão, diversos expoentes do partido trocaram de legenda. Dos antigos nomes, apenas o ex-ministro do Esporte do governo Dilma Rousseff, Leonardo Picciani, presidente estadual do MDB, esteve presente e compôs a mesa.

Na identidade visual da campanha, saíram de cena as cores típicas do partido e entraram o azul e amarelo. Messina explicou como pretende convencer o eleitor de que votar no MDB pode, sim, representar mudanças. 

“Com a minha história. Eu tenho minha história de 12 anos. Na vida pública, entrei no MDB agora, em março desse ano, para ser candidato. A gente precisa do partido para se candidatar. E o controle do MDB eu assumi, sou presidente municipal. Então, o MDB municipal e a linha que a gente vai adotar, é a própria executiva, da qual eu sou presidente”, garantiu o vereador. 

A corrida ao Palácio da Cidade tem 11 candidatos até o momento. Foram lançadas as candidaturas de Clarissa Garotinho (PROS), Cyro Garcia (PSTU), Eduardo Paes (DEM), Fred Luz (Novo), Glória Heloíza (PSC), Henrique Brazil (PCO), Luiz Lima (PSL), Marcelo Crivella (Republicanos), Martha Rocha (PDT), Renata Souza (PSOL) e Sued Haidar (PMB).