Governo planeja 'Dia D' contra Covid-19 com kit que inclui hidroxicloroquina


Daniel Adjuto
Por Daniel Adjuto, CNN  
25 de setembro de 2020 às 13:01 | Atualizado 25 de setembro de 2020 às 17:31

O Ministério da Saúde planeja um dia "Dia D" contra a Covid-19 para 3 de outubro. A informação foi divulgada pelo âncora Daniel Adjuto, da CNN, nesta sexta-feira (25).

As ações terão como slogan: "Tratamento precoce é vida". Entre os eventos previstos, está um pronunciamento e live do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em rede nacional, e-mail para todos os hospitais do SUS, campanha nas redes sociais e orientações pelo 136, o Disque Saúde.

Leia e assista também:

'Não podemos ter partido pró e contra cloroquina', diz prefeito de Curitiba
Deputados pedem explicação sobre preço da cloroquina; assunto deve pautar CPI
Brasil passa de 4 milhões de recuperados da Covid-19

O presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto

O presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto

Foto: Adriano Machado/Reuters (28.ago.2020)

A campanha de mobilização vai pedir que, já nos primeiros sintomas, as pessoas procurem um médico e solicite o tratamento precoce, que inclui os medicamentos do chamado "Kit Covid", com hidroxicloroquina, cloroquina, azitromicina, ivermectina e zinco. O kit não será distribuído pelo governo à população.

A estratégia do governo federal é convencer população, médicos e governantes a adotarem o tratamento precoce e uso do "kit covid". A proposta da pasta chega às vésperas das eleições municipais e usa medicamentos sem comprovação científica.

Para conscientizar gestores, serão feitas palestras, lives, encontros e campanhas de mídia para enfraquecer o discurso "ideológico", segundo a fonte que participa da organização do Dia D, que "atrapalha" a adesão à cloroquina.

Ações do 'Dia D' contra Covid-19 abrangem população, médicos e governantes

Ações do 'Dia D' contra Covid-19 abrangem população, médicos e governantes

Foto: CNN (25.set.2020)