Quem é Kassio Nunes Marques, indicado para vaga de Celso de Mello no STF


Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo
30 de setembro de 2020 às 12:22 | Atualizado 02 de outubro de 2020 às 09:06

O desembargador Kassio Nunes Marques foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para a vaga do ministro Celso de Mello no Supremo Tribunal Federal (STF).

A informação foi confirmada por Bolsonaro ao repórter Leandro Magalhães. A indicação saiu nesta sexta no Diário Oficial da União.

Marques nasceu em Teresina, no Piauí, em 16 de maio de 1972. Formou-se em Direito pela Universidade Federal do Piauí, especializou-se em Processo e Direito Tributário, pela Universidade Federal do Ceará, fez mestrado pela Universidade Autônoma de Lisboa e cursa doutorado na mesma instituição.

Como tem 48 anos de idade, se confirmada sua indicação para o STF, ele poderá passar 27 anos como ministro do Supremo — a data de aposentadoria compulsória hoje é de 75 anos. O desembargador é católico e de perfil conservador.

Assista e leia também:

Atrasos em processos motivaram ações no CNJ contra Kassio Marques
STF acumula casos de 'quase' indicados a ministro
Bolsonaro diz a ministros do STF que tem favorito à vaga de Celso de Mello

Na carreira de advogado, ocupou diversos cargos na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Piauí, e foi suplente do Conselho Federal da OAB.

Ainda no Conselho Federal, integrou a Comissão Nacional de Direito Eleitoral e Reforma Política. Em maio de 2008, tornou-se juiz do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI)

Marques assumiu o cargo de desembargador federal no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) em 12 de maio de 2011, no governo de DIlma Rousseff, após a aposentadoria do desembargador federal Carlos Fernando Mathias de Souza.

No TRF da 1ª Região ele integrou a 1ª Turma da 1ª Seção – composta de seis magistrados –, responsável, essencialmente, pelo julgamento de processos na área previdenciária.