Kassio Nunes pede afastamento do TRF-1

Indicado por Bolsonaro para o STF ficará fora da corte até o início de novembro

Larissa Rodrigues e Gabriela Coelho Da CNN, em Brasília
09 de outubro de 2020 às 18:39 | Atualizado 09 de outubro de 2020 às 20:44

O desembargador Kassio Nunes, do Tribunal Regional Federal da 1° Região, pediu afastamento dos trabalhos da corte. Nunes ficará fora do TRF-1 até início de novembro. A informação foi confirmada à reportagem da CNN por fontes ligados ao desembargador.

Durante esse período, ele irá desfrutar de cerca de 15 dias de férias e folgas a que tem direito por conta de horas extras em compensação de plantão judicial. Para ocupar a vaga neste período, o TRF-1 convocou o juiz federal Klaus Kuschel, da 33ª Vara Federal de Minas Gerais.

Leia e assista também

Após polêmicas, Kassio Nunes vai ao Planalto

Quem é Kassio Nunes Marques, indicado para vaga de Celso de Mello no STF

Segundo parlamentares, Nunes quer aproveitar esse tempo fora do TRF-1 para se concentrar na sabatina do Senado, marcada para o dia 21 de outubro. O desembargador foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para assumir a vaga do ministro Celso de Mello no Supremo Tribunal Federal (STF). Antes, no entanto, ele precisa ser aprovado pelos parlamentares.