Operação mira desvios nas áreas da Saúde e Educação na Paraíba

MPF e PF realizam busca e apreensão em endereços ligados a três conselheiros do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba

Da CNN
27 de outubro de 2020 às 09:42 | Atualizado 27 de outubro de 2020 às 17:10

 

O Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal (PF) cumprem nesta terça-feira (28) mandados de busca e apreensão na Paraíba, em Brasília e em Sergipe em endereços ligados a investigados por envolvimento em desvios de recursos públicos nas áreas da Saúde e da Educação na Paraíba.

Foram alvos da operação de hoje três conselheiros do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). A medida relaciona-se à Operação Calvário, que apura a instalação e o funcionamento de uma organização criminosa liderada pelo ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho. O governador paraibano, João Azevêdo (Cidadania) também é investigado, mas não foi alvo da operação.

Leia também:
Polícia faz megaoperação no Complexo da Maré (RJ) em busca de 100 foragidos

Os mandados foram expedidos pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Francisco Falcão. 

Segundo o MPF, o esquema teria começado em 2011 e envolveria a contratação de organizações sociais (OSs) para gerir recursos públicos. As OSs direcionavam os gastos de hospitais para determinados fornecedores, que, posteriormente, repassavam parte do valor a agentes públicos.

Os envolvidos tiveram bens bloqueados, chegando a um total de R$ 23 milhões.

ERRATA: A matéria afirmava, erroneamente, que os investigados João Azevêdo e Ricardo Coutinho eram alvos da operação de hoje. O texto foi corrigido.