'Barra Torres não é um irresponsável', diz Mourão sobre decisões da Anvisa

Segundo o vice-presidente as teorias de que a Anvisa, deliberadamente pausou os testes para beneficiar Bolsonaro não procedem

Da CNN, em São Paulo
11 de novembro de 2020 às 20:09 | Atualizado 11 de novembro de 2020 às 20:11

Durante saída do gabinete no início da noite desta quarta-feira (11) o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, falou sobre a busca pela vacina anti-Covid no Brasil e a decisão da Anvisa de suspender e retomar, em menos de dois dias, os testes de fase 3 da Coronavac.

Mourão elogiou o procedimento da Anvisa – dizendo que a agência "tomou decisão coerente" –, criticou a polítização da vacina e a ligação da suspensão ao presidente Jair Bolsonaro, que disse ter "ganhado" com a suspensão dos testes.

Leia também

Gerente-geral da Anvisa diz que órgão já preparou material para enviar ao STF

Rússia diz ter como fornecer ao Brasil 50 milhões de doses de vacina anti-Covid

Europa pagará menos que EUA por vacina da Pfizer sob acordo inicial

Segundo o vice-presidente, as teorias de que a Anvisa, na figura de seu presidente, Antônio Barra Torres, deliberadamente pausou os testes para beneficiar Bolsonaro não procedem.

"Barras Torres não é um irresponsável," disse Mourão.

(Edição: Sinara Peixoto)