Maia diz desconhecer pauta de votações anunciada pelo líder do governo


Igor Gadelha
Por Igor Gadelha, CNN  
12 de novembro de 2020 às 08:07 | Atualizado 12 de novembro de 2020 às 08:19


O anúncio de uma pauta de votações feito nesta quarta-feira (11) pelo líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), surpreendeu não só líderes partidários como o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

À CNN, Maia disse não ter conhecimento das pautas anunciadas por Barros e ressaltou que só pretende tratar de votações na próxima semana, pois, nessa, os deputados estão focados nas eleições municipais.

Leia também:
Exclusivo: Vamos derrubar dívida pública em 2021 com privatizações, diz Guedes
GSI emite alerta para blindar sites do governo de invasão hacker que atingiu STJ

rodrigo maia

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil 

“Só vou tratar da pauta na semana que vem. Essa semana está todo mundo em campanha. Não estou nem sabendo isso aí. Isso aí deve ser... Não sei de onde veio essa pauta aí”, afirmou Maia.

À coluna, o líder do governo disse que chegou a ligar para o presidente da Câmara nesta quarta-feira para falar sobre o assunto, mas o colega não teria atendido nem retornado até a noite de ontem.

Barros não respondeu se há votos suficientes para aprovar a autonomia do Banco Central, uma das principais pautas anunciadas por ele ontem. A proposta já passou pelo Senado.

O líder do governo anunciou a pauta de votações ontem após uma reunião no Palácio do Planalto com o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos.

No anúncio, disse que os líderes do Centrão teriam se comprometido a retirar a obstrução, motivada hoje por um imbróglio político para a escolha do presidente da Comissão Mista de Orçamento, a CMO.

À CNN, o líder do PP, Arthur Lira (AL), um dos que lidera essa obstrução, classificou as propostas anunciadas por Barros como “boas pautas”, mas evitou confirmar se vai retirar a obstrução.