Polícia Federal abre inquérito para apurar ação de hacker no TSE 

Desde o fim de outubro, a investigação sobre o outro ataque já era conhecida por agentes da PF, que estão em plena fase de diligências

Basília Rodrigues
Por Basília Rodrigues, CNN  
15 de novembro de 2020 às 19:55 | Atualizado 15 de novembro de 2020 às 19:57

A Polícia Federal abriu inquérito para investigar a ação de um hacker no sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Trata-se de um caso antigo, apesar de nova tentativa de ataque neste domingo. 

Desde o fim de outubro, a investigação sobre o outro ataque já era conhecida por agentes da PF, que estão em plena fase de diligências. Contudo, a informação sobre o inquérito apenas veio à tona neste domingo, dia das eleições municipais, devido à lentidão na aferição dos votos.

Leia e assista também

Acompanhe os resultados das eleições em sua cidade

Site do TSE para acompanhar apuração fica instável e sai do ar

Tentativa de ataque foi neutralizada pelo TSE e operadoras, diz Barroso

TSE nega relação entre atraso e ataque cibernético

A justiça eleitoral negou que a demora na divulgaçao dos resultados das urnas tenha tido relação com esta ação alvo do inquérito da PF. De acordo com a investigação, apenas dados antigos de servidores foram acessados na invasão.