Votação no Rio tem maior abstenção dos últimos 20 anos

32,8% dos cariocas não compareceram às urnas no último domingo (15)

Lucas Janone, da CNN no Rio de Janeiro
16 de novembro de 2020 às 15:56 | Atualizado 16 de novembro de 2020 às 18:36

 

O Rio de Janeiro apresentou a maior taxa de abstenção dos últimos 20 anos durante o primeiro turno das eleições municipais de 2020, que aconteceu no último domingo (15). Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

No ano marcado pela pandemia do novo coronavírus, 32,8% dos cariocas não compareceram às urnas. Além de ficar acima da média nacional, a capital fluminense foi a segunda com o maior número de abstenções, ficando atrás somente de Porto Alegre (33,1%). 

Leia também:

Câmara do Rio terá renovação de um terço e maior presença feminina

Republicanos, PSOL e DEM serão maiores bancadas de vereadores no Rio

Taxa de abstenção da cidade do Rio:

•    2000 - 19%
•    2004 - 16%
•    2008 - 18%
•    2012 - 20%
•    2016 - 24%
•    2020 - 32,8%

O número de eleitores que não foram às urnas no primeiro turno superou 1 milhão e meio de pessoas, de acordo com o TSE. Antes da eleição de 2020, a maior taxa de abstenção tinha ocorrido em 2016, com 24%. O menor número apresentado foi em 2004. 

Apesar do grande número de abstenções, O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), Cláudio Brandão de Oliveira, acredita que o processo eleitoral na cidade do Rio transcorreu com tranquilidade e afirmou ainda que “nenhuma situação muito grave” foi reportada.