Daniela Lima: Esclarecer ataque de hackers virou questão de honra para o TSE


Da CNN
20 de novembro de 2020 às 12:04 | Atualizado 20 de novembro de 2020 às 12:17

No quadro Em Off desta sexta-feira (20), na CNN Rádio, Daniela Lima comenta a criação de uma comissão pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para acompanhar as investigações da Polícia Federal sobre o ataque de hackers no dia da eleição municipal.

“Virou uma questão de honra para os integrantes do TSE, especialmente para o ministro Luís Roberto Barroso, que se viu diante dessa confusão”, disse Daniela.

“A questão não é [identificar] quem realizou o ataque, mas ele ter ocorrido em orquestração com agentes, com pessoas do Brasil que atuaram nas redes sociais para disseminar informações falsas sobre a segurança das urnas eletrônicas e das eleições”, completou.

Assista e leia também:
Polícia Federal abre inquérito para apurar ação de hacker no TSE
TSE tentará cruzar dados de ataque ao sistema com investigação sobre fake news
Daniela Lima: notícias falsas tentam colocar sistema eleitoral do país em xeque

Nesse sentido, ela disse ser muito interessante o fato de a Comissão de Segurança Cibernética criada pelo TSE ser dirigida pelo ministro do Superior Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

“Ele é importante porque relata e conduz duas outras investigações sobre esse submundo das redes sociais no Brasil: as investigações sobre atos antidemocráticos convocados para deslegitimar o Supremo e o Congresso, e as investigações sobre  as fake news e ameaças a integrantes do STF”, afirmou.

“O TSE vai cruzar todas essa informações para descobrir se essa rede que já atuou pra limar a imagem das instituições no Brasil atuou agora para comprometer a imagem do processo eleitoral.”

Em off
Quadro Em Off, com Daniela Lima, na CNN Rádio
Foto: CNN Brasil