Paes perde para abstenções; 47,5% dos cariocas abrem mão de escolher o prefeito

Paes e Marcelo Crivella (Republicanos) receberam, juntos, uma quantidade de votos  pouco superior ao total dos que não quiseram escolher o futuro prefeito

Fernando Molica e Iuri Corsini, da CNN, no Rio de Janeiro
30 de novembro de 2020 às 00:11 | Atualizado 30 de novembro de 2020 às 07:42


Vencedor da eleição para a prefeitura do Rio com 64,07% dos votos válidos, Eduardo Paes (DEM) foi escolhido por apenas 33,58% dos cariocas – os 1.629.319 votos que recebeu são inferiores ao número dos eleitores que não compareceram às urnas, 1.720.154, 35,5% do total.

Os eleitores que não foram às seções e os que optaram pelo voto nulo ou em branco somaram 2.308.868, 47,58% do total. 

Assista e leia também

Rio está livre do pior governo da sua história, diz Paes em discurso da vitória

Fernando Molica: Paes está nacionalizando seu discurso apontando para 2022

Eduardo Paes (DEM) no Parque de Madureira, nesta quinta-feira (26.nov.2020)
Foto: ESTEFAN RADOVICZ/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Paes e Marcelo Crivella (Republicanos) receberam, juntos, uma quantidade de votos  pouco superior ao total dos que não quiseram escolher o futuro prefeito carioca.

Eles tiveram 4.851.887 votos, 52,41% do total dos eleitores inscritos.

As abstenções e os votos nulo e em branco não entram no cálculo que define os vencedores de eleições no Brasil.