PF cumpre mandados contra homem que ameaçou Alexandre de Moraes pela internet

Morador de Paranatinga, no Mato Grosso, publicou ameaças ao ministro em rede social; operação não tem relação com inquéritos que ministro presidente no Supremo

Vianey Bentes, da CNN, em Brasília 
23 de dezembro de 2020 às 10:23 | Atualizado 23 de dezembro de 2020 às 10:26
O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi alvo de ameaças na internet
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Polícia Federal deflagrou a Operação Shield na terça-feira, mas divulgado apenas nesta nesta quarta feira (23), para cumprir dois mandados: um de busca e apreensão e outro de proibição de aproximação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) e seus familiares.

O alvo foi uma pessoa identificada como Ezequiel Souza Lopes, na cidade de Paranatinga, no Mato Grosso, após a realização de ameaças à vida do ministro do STF e sua família.

O suspeito teria postado em novembro em suas redes sociais a seguinte mensagem: “Você Alexandre de Moraes e a sua família vai ser executada (sic), e não tem mais volta você, você pediu isso, e então toma tiro".

Assista e leia também:
MP denuncia dois por ameaças em frente a residência de Alexandre de Moraes
Polícia prende preventivamente manifestantes que ameaçaram Alexandre de Moraes

Houve também o bloqueio  da rede social do investigado para apurar as ameaças Os mandados foram expedidos pela 10ª Vara Federal de Brasília/DF. 

A operação não tem nenhuma relação com os inquéritos sob responsabilidade de Moraes no STF.