Governo discute medida provisória para ampliar Bolsa Família


Renata Agostini
Por Renata Agostini, CNN  
11 de janeiro de 2021 às 15:25 | Atualizado 11 de janeiro de 2021 às 15:41

 

O governo discute a edição de uma medida provisória para ampliar o número de inscritos no Bolsa Família e aumentar o valor do benefício. O Palácio do Planalto já foi avisado que a parte central da proposta foi concluída. 

O texto foi formulado pelo Ministério da Cidadania e teve contribuições de integrantes da equipe econômica. Ele agora será discutido com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e seus auxiliares. 

Leia também:

Caixa divulga calendário de pagamentos do Bolsa Família em 2021

Inscrito no Bolsa Família pode contestar auxílio emergencial negado

A ideia é ajustar o programa, mas dentro do orçamento previsto para 2021. Para isso, seria preciso unificar alguns programas sociais. Esse plano foi rechaçado por Bolsonaro no ano passado quando o time do Ministério da Economia debatia a criação do Renda Cidadã, um programa para substituir o Bolsa Família. 

Por isso, a reestruturação do Bolsa Família em análise no momento permitiria a inclusão de entre 200 mil e 300 mil novos beneficiários e um reajuste simbólico no valor pago aos inscritos. 

Destaques do CNN Brasil Business:

Varejo pós-auxílio emergencial: podemos esperar pelo pior?

CES 2021: Maior feira de tecnologia tenta mostrar que pode dar show na internet

DPVAT: Saiba por que o seguro não será cobrado neste ano

As alternativas ainda serão debatidas e ajustes no plano podem ser feitos. Mas, diante do fim do auxílio emergencial, equipes do governo defendem lançar esse novo desenho do Bolsa Família ainda neste mês.