Bolsonaro quer PSL para influenciar eleição na Câmara dos Deputados

Presidente disse que vai se reunir com 30 parlamentares do partido

da CNN, em São Paulo
27 de janeiro de 2021 às 17:21 | Atualizado 27 de janeiro de 2021 às 17:22

 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou a apoiadores nesta quarta-feira (27) sobre a sucessão na Câmara dos Deputados. Ele disse que vai se reunir com parlamentares do PSL, seu ex-partido, e que espera influenciar na disputa pela presidência da Casa.

“Vamos fazer uma reunião aí com 30 parlamentares do PSL e vamos, se Deus quiser, participar e influir na presidência da Câmara com esses parlamentares de forma que possamos ter um relacionamento pacífico e produtivo para o nosso Brasil", disse o presidente.

Candidatos disputam votos do PSL

São favoritos na disputa pela presidência da Câmara os deputados Arthur Lira (PP-AL), apoiado por Bolsonaro, e Baleia Rossi (MDB-SP), candidato do atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ). 

Como informou o colunista da CNN Igor Gadelha, cordenadores da campanha de Baleia articulam nos bastidores uma lista para tentar trazer o PSL de volta ao bloco que dá sustentação à candidatura do deputado à presidência da Câmara.

A articulação do grupo de Baleia começou na última sexta-feira (22), um dia após Arthur Lira conseguir maioria na bancada para levar o PSL para o seu bloco.

Os aliados de Baleia no PSL combinaram os detalhes da articulação em uma reunião na tarde da sexta-feira (22). A estratégia é “roubar” deputados que até então assinaram a lista pró-Lira.

O PSL tem sido bastante cobiçado por ter uma das maiores bancadas da Casa. O grupo que conseguir o apoio do partido deve formalizar o maior bloco, o que garante a maioria dos cargos da Mesa Diretora.

(Publicado por Daniel Fernandes)