Deputado João Roma é escolhido o novo ministro da Cidadania

Parlamentar do Republicanos da Bahia assume pasta que cuida do desenvolvimento social diante do desafio de resolver crise do auxílio emergencial

Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo
12 de fevereiro de 2021 às 18:57 | Atualizado 12 de fevereiro de 2021 às 19:31

 O deputado federal João Roma (Republicanos-BA) será o novo ministro da Cidadania, sucedendo Onyx Lorenzoni. A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União, que também trouxe o deslocamento de Lorenzoni para a Secretaria-Geral da Presidência.

Roma é filiado ao Republicanos desde 2016. Antes, foi do PFL (atual DEM), entre 1993 e 2016. O deputado será o terceiro ministro da Cidadania do governo Jair Bolsonaro. Antes de Onyx Lorenzoni, a pasta foi dirigida por Osmar Terra.

"O momento é de união de todos brasileiros e precisamos trabalhar para ajudar aqueles que mais precisam. A missão desse Ministério é não deixar ninguém para trás", disse João Roma, em entrevista à colunista da CNN Thaís Arbex.

O Ministério da Cidadania foi criado em 2019, no início do governo Bolsonaro, com a intenção de unificar as políticas de assistência social. Como ministro desta pasta, João Roma terá sob a sua alçada o Bolsa Família, que está no centro de discussões sobre ampliação e formação de um novo programa social após o fim do auxílio emergencial.

Deputado Federal João Roma - Portal da Câmara dos Deputados
Deputado Federal João Roma - Portal da Câmara dos Deputados
Foto: Câmara dos Deputados

Onyx Lorenzoni volta agora ao Palácio do Planalto. O deputado licenciado, filiado ao DEM do Rio Grande do Sul, largou o governo à frente da Casa Civil e migrou para a pasta da Cidadania no início de 2020. 

Na Secretaria-Geral da Presidência, Onyx será o quarto ministro. Antes, a pasta que tem gabinete próximo ao do presidente da República foi dirigida pelo advogado Gustavo Bebianno no início de 2019, pelo general Floriano Peixoto e por Jorge Oliveira, policial da reserva que deixou o posto para assumir uma cadeira no Tribunal de Contas da União (TCU).