Câmara aprova admissibilidade de investigação contra deputado Daniel Silveira

Conselho de ética da Câmara registrou 11 votos a favor do relatório e dois contrários

Da CNN, em Brasília
22 de março de 2021 às 16:45 | Atualizado 22 de março de 2021 às 16:58
O deputado federal Daniel Silveira
O deputado federal Daniel Silveira
Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo (5.fev.2019)

O Conselho de Ética da Câmara aprovou, nesta segunda-feira (22) a admissibilidade da investigação contra o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ). Foram 11 votos a favor do relatório e dois contrários,  sendo os votos contra registrados pelos deputados Fábio Schiochet (PSL-SC) e Hugo Leal (PSD-RJ).

O deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) foi preso em flagrante pela Polícia Federal no dia 16 de fevereiro, por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Silveira, que já é alvo do inquérito que apura o financiamento de atos antidemocráticos, publicou um vídeo com ofensas, ameaças e pedido de fechamento do Supremo, segundo a decisão do ministro.

No dia 14 de março, SIlveira foi solto para cumprir pena em casa, com tornozeleira eletrônica, após decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal). O ministro negou o pedido de liberdade provisória feito pela defesa do parlamentar e estabeleceu uma série de restrições a Silveira.

Em atualização