'Eu não posso, quem decreta é o Parlamento', diz Bolsonaro sobre estado de sítio

Em conversa com apoiadores, presidente disse que atua de acordo com a Constituição

Da CNN
30 de março de 2021 às 22:00

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) conversou com apoiadores na frente do Planalto, na noite desta terça-feira (30), e afirmou que "não pode decretar" estado de sítio, medida em que o Governo Federal suspende temporariamente os poderes Legislativo e Judiciário. Bolsonaro disse que "joga dentro da Constituição" e criticou decretos municipais. 

"Vamos falar nos limites da Constituição. Lá dentro, está nas cláusulas pétreas o direito de ir e vir, bem como o direito ao trabalho, à dignidade. Quando se fala em estado de sítio, pessoal fala, eu não posso decretar. Quem decreta é o Parlamento. Não existe isso aí. E mesmo no estado de sítio, eu tenho limites e é para uma situação complicada de distúrbio...de qualquer parte do Brasil", afirmou o presidente.

De acordo com Bolsonaro, decretos municipais não podem exceder os limites da Constituição.

"Agora, não pode decretos municipais, como dizem aqui, simplesmente irem além do estado de sítio. Eu jogo dentro da Constituição. Há algum tempo, algumas autoridades não estão jogando nos limites da Constituição".