Moraes prorroga por 90 dias inquéritos das fake news e dos atos antidemocráticos

Inquéritos acabaram envolvendo parlamentares bolsonaristas e, por isso, são fonte de preocupação no Palácio do Planalto

Renata Agostini
Por Renata Agostini, CNN  
09 de abril de 2021 às 19:49 | Atualizado 09 de abril de 2021 às 19:54
O ministro do STF Alexandre de Moraes
O ministro do STF Alexandre de Moraes (18.fev.2020)
Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes prorrogou por 90 dias os inquéritos conhecidos como das fake news e dos atos antidemocráticos.

O primeiro inquérito foi instaurado em março de 2019 a pedido do então presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, para apurar a disseminação de notícias falsas e de ataques a integrantes da Corte.

Já o segundo inquérito foi aberto em abril de 2020 para apurar a realização de manifestações com bandeiras contra a democracia após um pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras.

No curso das apurações, os inquéritos acabaram envolvendo parlamentares bolsonaristas e aliados do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e, por isso, são fonte de preocupação no Palácio do Planalto.