CPI da Covid não vai conseguir investigar nada, diz presidente do Conass

Presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde, Carlos Lula criticou a instabilidade política do país que desvia o foco do combate à pandemia

Produzido por Jorge Fernando Rodrigues, da CNN, em São Paulo
13 de abril de 2021 às 10:16

Presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Carlos Lula criticou o clima de instabilidade política no país em entrevista à CNN, nesta terça-feira (13). Para ele, a instauração da CPI da Covid no Senado, determinado pelo ministro Luis Roberto Barroso para investigar a condução do governo federal durante a pandemia, desvia o foco do combate à doença no país e pode ser pouco eficaz em seu objetivo.

"Não me parece ser o momento adequado [para a CPI da Covid]. Até porque do jeito que está indo, vai se fazer uma CPI e não vai se conseguir investigar nada. Se a gente investiga os governos federais, estaduais e os 5 mil prefeitos, numa investigação tão grande, é sinal que não vamos conseguir investigar nada", avaliou o presidente do Conass.

Para Carlos, que também é secretário de Saúde do Maranhão, o momento atual deveria ser de união. "O ideal é que a gente estivesse focado no que interessa: vacinar mais e mais rápido, adquirir os insumos necessários, como oxigênio para as cidades menores, por exemplo".

"Esse clima de instabilidade política do país não contribui em nada para a gente combater a pandemia. Podíamos estar falando de falta de oxigênio, de kit intubação, de apagão de vacina, mas continuamos em guerra", concluiu.