Médico da equipe de Bruno Covas explica situação do prefeito licenciado de SP

Dr. Tulio Eduardo Flesch Pfiffer afirmou à CNN que intubação foi utilizada para 'proteger as vias aéreas superiores' do prefeito licenciado da capital paulista

Produzido por Layane Serrano, da CNN, em São Paulo
03 de maio de 2021 às 17:12

O prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), trava há anos uma batalha contra um câncer no sistema digestivo e, nesta segunda-feira (3), teve que ser internado e intubado por causa de um sangramento no estômago. 

Em entrevista à CNN, Tulio Pfiffer, oncologista do Hospital Sírio Libanês e um dos médicos que acompanha o tratamento do tucano, afirmou que o procedimento feito hoje serviu para "proteger as vias aéreas superiores” do prefeito e explicou a situação de Covas. 

“O prefeito teve um quadro típico de fraqueza decorrente da anemia, causada por um sangramento. Pelo cansaço que ele apresentou no domingo ele mesmo sugeriu um afastamento por 30 dias. Ele entende que o ritmo de trabalho que ele estava adotando não era suficiente para São Paulo e preferiu se afastar", afirmou o médico.

Segundo Pfiffer, os médicos já estão suspendendo a sedação de Covas com o objetivo de extubá-lo nas próximas horas.

Afastamento da prefeitura

Com câncer no sistema digestivo, Bruno Covas (PSDB) anunciou no domingo (2) que iria se licenciar do cargo de prefeito de São Paulo por 30 dias para realizar o tratamento contra a doença. 

Em nota, a prefeitura de São Paulo afirmou que o tucano precisará se dedicar integralmente ao tratamento de novos focos da doença, o que "não será compatível com as suas responsabilidades e compromisso com a cidade e os paulistanos". 

Com o afastamento de Covas, assumiu como prefeito interino o vice-prefeito, Ricardo Nunes (MDB).

“No domingo (2) ele relatou que se sentia mais cansado que o habitual e achou pertinente se internar. Exames feitos ontem mostraram que Covas estava com anemia, então buscamos estudar a causa. Hoje solicitamos um exame que mostrou a presença de um coágulo que causou o sangramento,” disse Pfiffer.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, falou sobre o combate à pandemia de Covid-
Foto: CNN Brasil (18.mar.2021)