João Doria: Covas foi ser humano carinhoso e político do diálogo

Governador de São Paulo falou à imprensa após enterro do prefeito da capital em Santos

Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo
16 de maio de 2021 às 18:54

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou neste domingo (16) que o país "perdeu um grande jovem brasileiro" com a morte do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), que morreu pela manhã vítima de um câncer no trato digestivo.

Doria falou brevemente com a imprensa na saída do Cemitério do Paquetá, em Santos, onde acompanhou o enterro do prefeito, que foi seu vice na administração paulistana entre janeiro de 2017 e abril de 2018.

"O Brasil não perde só um grande homem público, capital de São Paulo não perde apenas o seu grande perfeito, nós perdemos um grande jovem brasileiro, que é o Bruno, aos 41 anos se despediu de nós", disse João Doria.

O governador estava acompanhado da primeira-dama Bia Doria e do padre Rosalvino, religioso que conduziu as cerimônias católicas de despedida de Bruno Covas, vinte anos depois de também rezar pelo avô do prefeito, Mário Covas, vítima de câncer em 2001.

João Doria, acompanhado de Bia Doria, após o enterro de Bruno Covas (16.Mai.2021)
Foto: Reprodução/CNN

Para Doria, Bruno Covas "deixa um legado, de alguém que no plano humano foi afetivo, carinhoso, amoroso, sincero, compartilhador, que dividiu com seus amigos, familiares, seu espírito sempre afetuoso, brincalhão e integrador".

"Do ponto de vista da vida pública brasileira, alguém que deu exemplo, no seu mandato como deputado estadual, deputado federal, como secretário estadual, como vice-prefeito, e como prefeito o exemplo da honestidade, do diálogo, do compartilhamento, da defesa das liberdades, da defesa da diversidade, do direito de todos, da democracia e em especial dos mais vulneráveis", conclui o governador.

O enterro de Bruno Covas, no mesmo cemitério onde foi velado Mário Covas, foi acompanhado por familiares e autoridades. O sucessor dele, o prefeito Ricardo Nunes (MDB) esteve no local, acompanhado da esposa, Regina.