'Missão delicada em um momento muito triste', diz Temer sobre Ricardo Nunes

Após a morte de Bruno Covas (PSDB), o vice Ricardo Nunes (MDB) tomou posse como prefeito de São Paulo nesta segunda-feira (17)

Juliana Alves e Rafaela Lara, da CNN, em São Paulo
17 de maio de 2021 às 14:47 | Atualizado 17 de maio de 2021 às 16:49

Após a morte de Bruno Covas (PSDB), o vice Ricardo Nunes (MDB) assumiu o cargo de prefeito de São Paulo nesta segunda-feira (17). A Câmara Municipal de São Paulo declarou extinto o mandato de Covas, que faleceu na manhã deste domingo (16), aos 41 anos, após uma luta de pouco menos de dois anos contra um câncer no sistema digestivo, e com isso, Nunes foi empossado. 

O empresário já ocupava o cargo há duas semanas, após o afastamento de Covas. Correligionário e conselheiro de Nunes, o ex-presidente Michel Temer afirmou que ele terá "uma missão delicadíssima em um momento tristíssimo". 

Segundo Temer, Nunes é sereno e deve manter esse traço de personalidade no comando da capital paulista. "Ele vai manter a serenidade e vai tomar providências adequadas para não romper o ciclo útil que o Bruno Covas vinha praticando na cidade de São Paulo", disse.

Ele tem muito essa ideia da união de todos. Uma coisa que o Brasil está precisando então se o Bruno dava esse exemplo, isso continuará com o Ricardo Nunes. Tenho muita tranquila de que ele vai unir até os contrários", disse.