Governador de SC diz que convocação à CPI da Pandemia não é 'adequada'

Carlos Moisés explicou que, se for convidado a falar na comissão, o fará "com muita tranquilidade"

Da CNN, em São Paulo
27 de maio de 2021 às 20:51

 

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL-SC), afirmou após um encontro com o ministro da Saúde Marcelo Queiroga que a sua convocação para depor na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia não é "constitucionalmente adequada".

"Diz respeito a um processo absolutamente descabido para as esferas federal e estadual", disse Moisés. 

Outro ponto abordado por Moisés foi uma possível ação conjunta de governadores ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra as convocações. "Temos um bom número [de governadores] que se manifesta por uma medida judicial para, na verdade, salvaguardar a Constituição, não se autoproteger", explicou. 

No entanto, o governador de Santa Catarina explicou que se for convidado a falar na comissão, o fará "com muita tranquilidade sobre o trabalho feito no estado". 

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL-SC), afirmou que a sua convocação à CPI da Covid "não é adequada" (27.mai.2021)
Foto: Reprodução / CNN

Ao todo, a CPI da Pandemia convocou nove governadores e um ex-governador de estados onde foram instauradas investigações a respeito do uso de recursos federais destinados ao combate à Covid-19.

(Publicado por Marina Motomura)