À CNN, Costa diz que descarta flexibilizar regras por Copa América

Governador da Bahia não rejeita possibilidade de receber jogos, mas afirma que estado não permitirá partidas com público, em razão da Covid-19

Elis Franco e Gregory Prudenciano, da CNN, em São Paulo
31 de maio de 2021 às 23:24

Em entrevista exclusiva à CNN, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), afirmou que o estado não vai flexibilizar medidas de restrição à mobilidade, adotadas para conter a Covid-19, em razão da possibilidade de o país receber a Copa América de 2021.

Costa não nega que a Bahia possa receber jogos, mas afirmou que se a intenção da Conmebol for realizar as partidas com público, elas não poderão acontecer no estado. "Não será permitido público. Se a exigência é ter público, aqui na Bahia não terá", pontuou.

O governador Rui Costa afirmou à CNN existir uma dificuldade logística para a realização do evento. A Arena Fonte Nova, único estádio com padrão internacional da Bahia, está recebendo leitos para o atendimento de pacientes com a Covid-19.

"Assim continuará enquanto se fizer necessário o reforço aos leitos de UTI na Bahia", afirmou Costa, que disse serem 100 leitos de UTI e outros 100 de atendimento clínico hoje localizados no estádio.

As partidas do Campeonato Brasileiro estão sendo mandadas no estádio Pituaçu, também em Salvador, mas de menor proporção.

'Mudar de assunto'

Para Rui Costa, a possível realização da Copa América no Brasil seria, na verdade, uma tentativa do governo federal para "mudar de assunto", isto é, tirar o foco da crise sanitária que vive o país, e "passar a falar de futebol".

O político afirmou que a disposição em fazer do Brasil a sede do evento esportivo é demonstração do "total desprezo" do governo federal "pelas vidas humanas perdidas".

"É uma crítica à prioridade [do governo Bolsonaro]. Acho que, neste momento, todas as autoridades, o presidente da República, todo mundo deveria estar mobilizado para comprar vacinas para o Brasil, para salvar vidas, com a retomada do emprego e da economia. Infelizmente, o foco e a prioridade parece ser mudar de assunto, deixar de falar de vidas humanas, deixar de falar dos problemas da Covid e passar a falar de futebol no Brasil", afirmou Rui Costa.

Copa América

No começo da tarde desta segunda, logo depois que a Conmebol anunciou que o Brasil seria a sede da Copa América, Rui Costa foi às redes sociais e não negou que a Bahia pudesse receber jogos da competição, mas adiantou que o estado não vai flexibilizar as regras de restrição á mobilidade em prol do evento.

Horas depois, o ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, concedeu uma entrevista coletiva e afirmou que se o evento de fato acontecer no Brasil, não contará com público nos estádios e que todas as delegações serão vacinadas. O evento está marcado para começar no próximo dia 13.

Governador da Bahia, Rui Costa (PT), falou sobre o anúncio da realização da Copa América acontecer no Brasil
Foto: CNN Brasil (31.mai.2021)