Protestos contra o governo Bolsonaro reúnem milhares em capitais

Maior ponto de concentração foi na Avenida Paulista, em São Paulo

Da CNN, em São Paulo
31 de maio de 2021 às 13:12

Manifestações contra o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ocorreram em dezenas de capitais brasileiras e no Distrito Federal no sábado (29). Veja como foram os atos: 

SP

Em São Paulo, o protesto contra o governo Jair Bolsonaro foi na Avenida Paulista. Os manifestantes pediram mais vacinas contra a Covid-19, investimentos por parte do governo federal na área da educação e seguravam cartazes com a frase "fora, Bolsonaro”. Muitos usavam máscara, mas houve aglomerações.

Porto Alegre

O início da manifestação foi em frente à prefeitura, na praça da Matriz. Militares e agentes de trânsito acompanharam o protesto, que ocorreu de forma pacífica.

Rio

No Rio de Janeiro, os manifestantes se reuniram no monumento Zumbi dos Palmares, na região Central da cidade. Eles carregavam faixas e cartazes contra o presidente Bolsonaro. De lá, seguiram pela Avenida Presidente Vargas -- uma das vias mais importantes da região.

Capital federal

Em Brasília, os manifestantes ocuparam a Esplanada dos Ministérios. Eles também levavam faixas e cartazes e se posicionavam a favor de causas como a vacinação e o auxílio emergencial. Segundo os organizadores, cerca de 20 mil pessoas participaram do ato. A Polícia Militar não divulgou o número de participantes.

BH

O protesto em Belo Horizonte aconteceu na Praça da Liberdade. As pessoas saíram em passeata por vários pontos da capital mineira.

Salvador

Em Salvador, os manifestantes saíram em caminhada pelo centro da capital baiana. O protesto contou também com carros de som e faixas, e durou cerca de 1h30.

Goiânia

Em Goiânia, as pessoas se reuniram na Praça Cívica, onde fica a sede do governo estadual. Os participantes lembraram o número de mortos pela Covid-19.