A pedido de senadores, Chico Rodrigues amplia licença para 121 dias

Flagrado com dinheiro na cueca, senador do DEM-RR elevou o tempo para que o suplente, que é filho do parlamentar, possa assumir o mandato

Igor Gadelhada CNN

Ouvir notícia

Flagrado com dinheiro na cueca, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) decidiu retificar seu pedido de licença para estender o período de afastamento do mandato para 121 dias.

Como o tempo ultrapassa os 120 dias, o filho do parlamentar, Pedro Arthur, será convocado pelo Senado para assumir o mandato. Arthur é o primeiro suplente do pai.

Leia também:
Após licença, Senado espera que STF desista do afastamento de Chico Rodrigues
Radar Político: Licença de Chico Rodrigues desarma crise entre Senado e STF

Senador Chico Rodrigues (DEM-RR)
Senador Chico Rodrigues (DEM-RR)
Foto: Jane de Araújo/Agência Senado (19.fev.2020)

Por orientação de seus advogados, o senador havia pedido inicialmente uma licença por 90 dias. Nesse caso, como o período era menor do que 120 dias, não haveria convocação de suplente.

Senadores, porém, pediram a Chico Rodrigues para aumentar o período da licença para 121 dias, para dar uma sinalização mais enfática ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Como a CNN mostrou, senadores esperam que o pedido de licença leve o STF a desistir de julgar, no plenário da corte, o afastamento do parlamentar do mandato por 90 dias.

A avaliação no Senado é de que, após a iniciativa do senador de pedir licença nesta terça-feira (20), a decisão do ministro Luís Roberto Barroso “perdeu o objeto”.

Mais Recentes da CNN