Acima de projeto pessoal está o PSDB e o Brasil, diz Leite após vitória de Doria

Governador do Rio Grande do Sul ficou na segunda colocação nas prévias do partido à Presidência da República com 44,66% dos votos

Douglas Portoda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, candidato derrotado nas prévias do PSDB à Presidência da República, afirmou, neste sábado (27), que acima de um projeto pessoal está o partido e o Brasil.

“Mas acima de tudo, o que sempre me moveu na vida pública é saber que acima de um projeto pessoal está o grupo que a gente pertence, acima do grupo, nesse caso, o partido. E acima desse partido, acima de qualquer outra coisa, o nosso país, o nosso Brasil. E nós temos compromisso com o nosso Brasil”, afirmou Leite.

João Doria, governador de São Paulo, foi o escolhido nas prévias do partido para ser o candidato ao Palácio do Planalto com 53,99% de aproximadamente 30 mil votos. Leite chegou a 44,66% e Arthur Virgílio, ex-prefeito de Manaus, ficou com 1,35% após intensa e tumultuada disputa interna.

Leite ainda fez uma declaração sobre a felicidade de ser o primeiro governador a falar abertamente sobre ser gay, ressaltando que a diversidade “nos faz mais fortes, mais criativos, mais ricos e com um futuro mais promissor”.

“Fico feliz de ser o primeiro governador que fala abertamente sobre ser gay. Ajudar a mostrar que a diversidade da nossa população é algo que nos fortalece e que as pessoas podem e devem ocupar qualquer lugar pelos seus méritos e pela sua capacidade de contribuição. Homens, mulheres, pessoas de mais idades, mais jovens, negros, brancos, índios, LGBTs, heterossexuais, seja o que for”, destacou.

O governador ainda alegou que não é possível “conviver com um governo que tenta convencer de que isso é algo errado e algo a ser combatido”, em referência à causa LGBTQIA+.

Mais Recentes da CNN