Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Agenda de embaixador de Israel com Bolsonaro repercute mal, mas governo não deve reagir

    Avaliação do Planalto é que o gesto é ruim diplomaticamente, mas que não é o momento de tensionar a relação entre os dois países

    Jussara Soaresda CNN

    em Brasília

    A ida do embaixador de Israel no Brasil, Daniel Zonshine, ao Congresso Nacional ao lado do ex-presidente Jair Bolsonaro repercutiu mal no governo. A avaliação do Planalto é que o gesto é ruim diplomaticamente, mas o entendimento é que não é o momento de tensionar a relação entre os dois países.

    A prioridade do governo Lula neste momento é a retirada do grupo de brasileiros da Faixa de Gaza, que ainda não obtiveram a autorização para saída da área de conflito pela passagem de Rafah, na fronteira com o Egito.

    Zonshine esteve na quarta-feira (8) na Câmara de Deputados com Bolsonaro e parlamentares do direita. Na ocasião, exibiu um filme com imagens do ataque do Hamas no dia 7 de outubro.

    De acordo com fontes do Itamaraty, no entanto, o governo não pretende “se distrair” neste com o comportamento do embaixador até garantir a repatriação do grupo de 34 pessoas que está em Gaza.