Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Alcolumbre cogita sabatina simultânea de Dino e Gonet em comissão do Senado

    Formato seria inédito na CCJ, que tem calendário apertado com a proximidade do fim do ano

    Thais Arbexda CNN

    Brasília

    O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Davi Alcolumbre (União Brasil-AP), estuda a possibilidade de fazer as sabatinas de Flávio Dino para o Supremo Tribunal Federal (STF) e Paulo Gonet para a Procuradoria-Geral da República (PGR) de forma simultânea.

    “Não vejo outra saída a não ser fazer de forma simultânea”, afirmou.

    Impactos do modelo

    Dino e Gonet já foram informados da possibilidade. Em tese, o formato pode acabar minimizando a artilharia contra o ministro da Justiça, que deve enfrentar mais resistência de senadores do que o indicado à PGR.

    Se o modelo for confirmado, os senadores chamados aos questionamentos poderiam, por exemplo, fazer as perguntas para os dois, mas as respostas seriam dadas em momentos distintos.

    Ainda sem definição

    O senador diz, no entanto, que o martelo sobre o formato ainda não foi batido. Há também a possibilidade de a CCJ sabatinar Gonet pela manhã e Dino, na parte da tarde.

    Alcolumbre marcou as duas arguições para o mesmo dia, 13 de dezembro, por conta do calendário apertado no Congresso, que está às vésperas de entrar em recesso.

    Formato inédito

    Se for confirmado, o modelo de sabatinas simultâneas para cargos distintos seria inédito no Senado.

    O formato já foi adotado pela CCJ em sabatinas de outras autoridades. Nesta quarta-feira (29), por exemplo, a comissão arguiu de forma simultânea com 10 indicados para o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e para o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

    O mesmo modelo foi usado quando a comissão ouviu os três indicados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

    Tópicos

    Tópicos