Alcolumbre quer sabatinar autoridades na fila da CCJ antes de André Mendonça

Presidente da Comissão de Constituição e Justiça seria contra a indicação do advogado-geral

André Mendonça, atualmente advogado-geral da União, participou de conversas com senadores e foi cobrado sobre decisões monocráticas de ministros do Supremo Tribunal Federal
André Mendonça, atualmente advogado-geral da União, participou de conversas com senadores e foi cobrado sobre decisões monocráticas de ministros do Supremo Tribunal Federal Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Larissa Rodrigues, da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

 

Ex-presidente do Senado e atual presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Davi Alcolumbre (DEM-AP), estaria tentando atrasar a realização da sabatina com o advogado-geral da União, André Mendonça, indicado para ocupar uma vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). A informação foi passada à CNN por interlocutores do parlamentar.

Para chegar ao STF, Mendonça precisa ser sabatinado pelo colegiado, no entanto, Alcolumbre seria contra a indicação do advogado-geral. Como argumento para que a sabatina de André Mendonça não seja realizada já na volta dos trabalhos do Senado, em agosto, Alcolumbre tem afirmado a senadores ouvidos pela reportagem da CNN que é preciso respeitar a ordem de indicações.

Segundo documento obtido pela reportagem, atualmente há seis nomes aguardando por sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), todos foram indicados antes de chegar à Comissão a mensagem com o nome do atual advogado-geral da União.

Assim, de acordo com essas fontes, a intenção do ex-presidente do Senado é realizar as sabatinas desses seis indicados ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), antes de marcar uma data para ouvir André Mendonça. Depois disso, Alcolumbre estaria disposto a agendar a sabatina com o procurador-geral da República, Augusto Aras, reconduzido ao cargo por mais dois anos.

Interlocutores disseram também à reportagem que, apesar das tentativas do senador em barrar a aprovação de André Mendonça, o advogado-geral tem se encontrado com parlamentares e sido bem recebido pela maioria deles.

A resistência de Alcolumbre a Mendonça teria como pano de fundo o fato do senador do Democratas andar chateado com o Palácio do Planalto por não ter sido indicado para um cargo de ministro no governo federal.

A CNN entrou em contato com o senador Davi Alcolumbre e com a assessoria de imprensa de André Mendonça e aguarda retorno.

Mais Recentes da CNN