Alexandre de Moraes envia à PGR pedido para reconsiderar prisão de Silveira

Ministro também enviou um relatório de investigações elaborado pela Polícia Federal

O deputado federal Daniel Silveira
O deputado federal Daniel Silveira Foto: Reprodução/Câmara dos Deputados

Gabriela Coelho, da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, enviou à Procuradoria-Geral Da República um pedido do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) para reconsiderar decisão que mandou o parlamentar de volta à prisão.

O ministro também mandou para a PGR um relatório de investigações elaborado pela Polícia Federal.

Mais cedo,  Daniel Silveira pediu que Alexandre de Moraes reconsiderasse a decisão. “Inexiste, da mesma forma, notícias que o acusado tenha buscado de alguma forma dificultar a marcha processual. Respeitou integralmente as demais medidas cautelares impostas, fora os noticiados pela Central de Monitoramento”, afirmou a defesa ao STF.

O deputado foi preso novamente, no último dia, por ordem do STF, a pedido da Procuradoria-Geral da República e acatado pelo ministro Alexandre de Moraes. Depois de ser detido, ele foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) para a realização de exames.

Segundo pedido da PGR, Silveira, que estava em prisão domiciliar, violou 36 vezes as regras de uso da tornozeleira eletrônica, ficando até cinco horas sem emitir qualquer sinal para a Polícia Federal, como determinou a Justiça.

A prisão do dia 24 de junho foi decretada porque o ministro Alexandre de Moraes estabeleceu uma fiança de R$ 100 mil. Como o valor não foi depositado em juízo no prazo estabelecido, Moraes determinou a prisão. Um dia depois, a defesa do parlamentar informou ao Supremo que a fiança foi paga.

Mais Recentes da CNN