Alexandre Garcia: Alvo de um regime totalitário é a liberdade de expressão

No quadro Liberdade de Opinião desta segunda-feira (30), o jornalista avaliou se o ex-presidente Lula e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) devem ser os protagonistas nas eleições de 2022

Da CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro Liberdade de Opinião desta segunda-feira (30), o jornalista Alexandre Garcia avaliou se o ex-presidente Lula e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) devem ser os protagonistas nas eleições de 2022. Os dois principais candidatos para a presidência da República até o momento, de acordo com todos os institutos de pesquisa, deram declarações polêmicas nos últimos dias. Bolsonaro incentivou a população a andar armada com fuzil para não ser, segundo o presidente, escravizada. Já Lula anunciou que, se for eleito, vai regular os meios de comunicação no Brasil, o que muitos entenderam como “censura”.

“Tem um que está pedindo para comprar fuzil para garantir a liberdade e tem outro que está pedindo um regulamento para tirar a liberdade de expressão, censurar e restringir. Sempre que se deseja implantar um regime totalitário, o primeiro alvo é a liberdade de expressão, é calar as bocas. A liberdade é um bem maior, depois da vida, claro. Mas vida sem liberdade o que é? Foram duas declarações que tem gente que pensa que são extremistas, mas são posições ideológicas de cada um, que estão polarizando a campanha eleitoral”, disse o jornalista.

O Liberdade de Opinião tem a participação de Fernando Molica e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Alexandre Garcia no quadro Liberdade de Opinião
Alexandre Garcia no quadro Liberdade de Opinião / CNN Brasil (30.ago.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

 

Mais Recentes da CNN