Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Apesar de adiamento, Pacheco aposta em avanço de PEC que limita poderes do STF

    Expectativa de aprovação também é compartilhada entre líderes do centrão

    Rodrigo Pacheco, presidente do Senado Federal
    Rodrigo Pacheco, presidente do Senado Federal Ton Molina/FotoArena/Estadão Conteúdo

    Tainá Falcãoda CNN

    em Brasília

    O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), disse à CNN que a proposta que proíbe decisões individuais de ministros no Supremo Tribunal Federal (STF) será votada em plenário ainda nesta quarta-feira (22).

    Pacheco pretendia votar a matéria em plenário nesta terça-feira (21).

    Mas o baixo quórum adiou a análise do texto.

    A expectativa ainda é pela aprovação da PEC.

    Isso porque a iniciativa também é compartilhada pelos líderes do centrão, que recentemente se uniram à oposição e aumentaram o coro de pautas que propõe freio aos poderes da Suprema Corte.

    PEC das Drogas

    Ainda nesta terça, a Comissão de Constituição e Justiça também deve votar projeto apresentado na esteira do embate entre Congresso e STF: A PEC que criminaliza o porte e a posse de drogas em qualquer quantidade.

    A matéria é de autoria do próprio Pacheco e deve ir a plenário na próxima semana.