Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Após chuvas, Lula deve viajar ao Rio de Janeiro em fevereiro

    Durante a viagem presidente deve se encontrar com o prefeito Eduardo Paes, candidato à reeleição

    Uma das cidades cogitadas pelo presidente é Belford Roxo
    Uma das cidades cogitadas pelo presidente é Belford Roxo 20/12/2023REUTERS/Adriano Machado

    Gustavo UribeThayana Araújoda CNN Brasília

    Após chuvas que deixaram doze mortos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu viajar ao Rio de Janeiro. Mas só em fevereiro.

    O petista informou a assessores do governo que irá desembarcar no estado fluminense no dia 06 de fevereiro.

    A ideia é que o petista cumpra agendas na capital e na Baixada Fluminense. O presidente deve visitar municípios afetados pelas chuvas e inaugurar escolas e hospitais.

    Uma das cidades cogitadas pelo presidente é Belford Roxo, governada por Wagner Carneiro, o Waguinho.

    Waguinho foi um dos únicos prefeitos da Baixada Fluminense a apoiar o petista nas eleições presidenciais e sua mulher, Daniela Carneiro, foi ministra do Turismo. Hoje, é vice-líder do governo na Câmara dos Deputados.

    Segundo um auxiliar do governo, o petista cogitou ir nesta semana ao Rio de Janeiro. Ele desistiu, porém, para não gerar comparação com o Rio Grande do Sul.

    Nas chuvas do ano passado, Lula não foi ao estado lulista. Ele delegou a função ao vice-presidente Geraldo Alckmin e à primeira-dama, Rosângela Silva.

    Na viagem ao Rio de Janeiro, Lula deve se encontrar com o prefeito Eduardo Paes, candidato do presidente à reeleição.

    O PT quer emplacar o candidato a vice-prefeito de Paes, mas o prefeito tem afirmado que quer um nome de sua confiança para a função.

    Paes tem sinalizado a intenção de disputar, em 2026, o posto de governador e pretende deixar à frente da capital fluminense um aliado político.

    Por isso, o entorno do presidente tem considerado dois nomes: o do secretário municipal de Assistência Social, Adilson Pires, e o ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, André Ceciliano.