Após cinco meses sem comando, Iphan tem nova presidente

Indicação foi feita pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio

A nova presidente do Iphan, Larissa Rodrigues Peixoto Dutra
A nova presidente do Iphan, Larissa Rodrigues Peixoto Dutra Foto: Divulgação/Iphan

Rudá Moreira

Da CNN, em Brasília

Ouvir notícia
O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) passa a ter novamente uma pessoa oficialmente na presidência da autarquia, após exatos cinco meses sem ninguém nomeado para o cargo.

A nova presidente do Iphan é Larissa Rodrigues Peixoto Dutra. A nomeação, que saiu no Diário Oficial da União desta segunda-feira (11), preenche o cargo que estava vago desde 11 de dezembro de 2019 — quando a antiga presidente, Katia Santos Bogea, foi exonerada para dar lugar a Luciana Rocha Feres.

Porém, Luciana não chegou a assumir o Iphan. No mesmo dia em que foi nomeada, uma outra portaria tornou a nomeação sem efeito. O vaivém na troca do comando da autarquia — vinculada diretamente à Secretaria Especial de Cultura — foi na mesma ocasião em que foi suspensa a nomeação de Sérgio Camargo para o cargo de presidente da Fundação Cultural Palmares.

Apesar de o Iphan estar sob o guarda-chuva do comando da secretária Especial de Cultura, Regina Duarte (que não tem status de ministra), a indicação da nova presidente da autarquia partiu do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio, que está acima de Regina na hierarquia do Executivo.

A assessoria de comunicação do Ministério do Turismo afirmou, em nota enviada à CNN, que a “escolha para a presidência do Iphan foi baseada em critérios técnicos” e que “Larissa ajudará na integração da cultura e turismo com o intuito de promover cada vez mais a preservação e a valorização dos patrimônios nacionais”. A secretaria de Cultura não comentou a nomeação.

Larissa Dutra é servidora de carreira do Ministério do Turismo com passagem por diversas funções, incluindo a de diretora do Departamento de Desenvolvimento Produtivo e a de chefe de gabinete da Secretaria Nacional de Qualificação e Promoção do Turismo.

Confira a íntegra da nota do Ministério do Turismo sobre a nomeação de Larissa Dutra para presidência do Iphan:

“Larissa Peixoto é servidora do Ministério do Turismo há 11 anos e sua escolha para a presidência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) foi baseada em critérios técnicos. No Iphan, Larissa ajudará na integração da cultura e turismo com o intuito de promover cada vez mais a preservação e a valorização dos patrimônios nacionais. O Brasil ocupa o nono lugar em atrativos culturais entre 136 nações, segundo o Fórum Econômico Mundial. É, portanto, mais um importante ativo para atração de visitantes nacionais e internacionais.

Como diretora do Departamento de Desenvolvimento Produtivo do MTur, Larissa participou da articulação de programas, projetos e ações relacionados ao turismo com os demais órgãos e entidades da administração pública, do setor produtivo e terceiro setor. Destaque para as parcerias, as concessões e a atuação integrada com os setores do meio ambiente, a cultura e a economia criativa, com foco na valorização do patrimônio. Nesse contexto, em parceria com Portugal, trabalhou no sentido de implementar o Programa Revive Brasil, metodologia idealizada para impulsionar e agilizar os processos de reabilitação do patrimônio público devoluto, tornando apto ao desenvolvimento de atividades econômicas com finalidade turística, fortalecendo, assim, a atratividade de destinos regionais, bem como a geração de emprego e de renda.

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo”

Mais Recentes da CNN