Após falha em aplicativo, apenas 3.500 de 45 mil votaram nas prévias do PSDB

Sistema não funcionou e lideranças do partido vão decidir se adiam ou estendem votação

Thais Arbexda CNN

Em Brasília

Ouvir notícia

As falhas no aplicativo utilizado nas prévias para definir o candidato do PSDB à Presidência da República em 2022 fizeram com que, até cerca das 17h30 deste domingo (21), apenas cerca de 3.500 dos 44.697 filiados aptos que se cadastraram conseguissem votar nos pré-candidatos — Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, João Doria, governador de São Paulo, e o ex-senador pelo Amazonas Arthur Virgílio.

O aplicativo “Prévias PSDB” voltou a funcionar, mas com muita instabilidade. Algumas propostas estão na mesa de reunião: João Doria tem defendido que a eleição seja prorrogada por toda a semana, para os que não votaram consigam manifestar sua preferência.

Já os integrantes da campanha de Eduardo Leite têm falado em um possível adiamento até para 2022. Caso isso aconteça, o processo atual seria anulado e um novo recomeçado. Por enquanto, o partido estendeu o prazo para votação até às 18h — anteriormente, a votação se encerraria às 15h –  e os três candidatos vão se reunir com o presidente do partido, Bruno Araújo, para definir o que fazer.

Por volta das 18 horas de hoje, o PSDB decidiu pausar a eleição e os votos devem ser lacrados em uma urna no partido. A data para continuação não está definida. Doria prefere que a votação seja concluída no próximo domingo. Eduardo Leite é a favor de levar as prévias para fevereiro de 2022.

Mais Recentes da CNN