“Atitude de partido pequeno”, diz Omar Aziz sobre convite do PSD a Eduardo Leite

Nome forte dentro do partido, senador que presidiu a CPI da Pandemia afirma que não há consenso no PSD sobre o nome do governador gaúcho

Kenzô Machidada CNN

Ouvir notícia

O senador Omar Aziz (PSD-AM) criticou, nesta terça-feira (15), a possibilidade de o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB-RS), sair candidato à Presidência da República pelo PSD.

“Chamar uma pessoa que não tem vínculo nenhum para se candidatar à presidência é atitude para partidos pequenos e não para o PSD”, disse Aziz à CNN.

O nome de Eduardo Leite ganhou força após o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, desistir da disputa pelo Palácio do Planalto.

O presidente do PSD, Gilberto Kassab, tem feito elogios públicos ao tucano. O prefeito do Rio e presidente estadual do partido, Eduardo Paes, também já defendeu a candidatura.

“Se ele vier para o PSD, será nosso candidato à Presidência. Eu participei desse convite que o presidente Kassab fez a ele há três, quatro semanas. Torço muito para que isso aconteça, agora é aguardar a resposta do Eduardo Leite”, disse Paes.

Já Omar Aziz — nome forte dentro do partido principalmente depois de presidir a CPI da Pandemia e que tentará se reeleger ao Senado pelo Amazonas – diz que não há consenso dentro do partido.

“Nunca teve contato com membros do partido, não tem entrosamento nem com deputados nem com senadores do PSD. Não sei nem se o Eduardo Leite sabe o que defende o estatuto do PSD”, ressaltou.

Segundo o calendário eleitoral, o presidente da República, os prefeitos e governadores tem até o dia 2 de abril para renunciar aos respectivos mandatos caso pretendam concorrer a outros cargos.

A maioria dos parlamentares que resiste a Eduardo Leite defende que o PSD apoie a candidatura do ex-presidente Lula (PT), o senador Omar Aziz é um deles. Há também no partido quem defenda apoio ao presidente Jair Bolsonaro. Esse apoio vem principalmente de alguns deputados federais do PSD.

Debate

CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

Fotos – Os senadores cujos mandatos terminam em 2023

Mais Recentes da CNN