Atos de 7 de setembro em SP bloqueiam arredores da Paulista e do Anhangabaú

Em São Paulo, atos contra e a favor do governo bloqueiam vias de trânsito e pessoas se reúnem em diferentes pontos da cidade

Da CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

O feriado de 7 de setembro é marcado por diversos atos pacíficos favoráveis e contrários ao governo federal. Em São Paulo, atos contra e a favor do governo bloqueiam vias de trânsito e pessoas se reúnem em diferentes pontos da cidade.

Na Avenida Paulista, acontece a concentração do ato a favor do governo Bolsonaro, que, nesta tarde, ocupava 1 quadras. Manifestantes se concentram desde cedo no local, que teve o entorno bloqueado para o trânsito de veículos antes do previsto. O presidente Jair Bolsonaro chegou nesta tarde à cidade, sobrevoou a avenida de helicóptero e fez pronunciamento na frente do prédio da Fiesp a apoiadores.

No Vale do Anhangabaú, acontece a manifestação contra o governo. A movimentação aumentou na última hora e algumas ruas ao redor do local tiveram que ser bloqueadas para os carros, devido ao movimento dos manifestantes.

Os locais bloqueados são: Avenida São João com a Rua Conselheiro Crispiniano, Rua Coronel Xavier de Toledo com o Viaduto do Chá, Rua Líbero Badaró com a Avenida São João, a “ferradura” da Avenida Prestes Maia, e a Rua Capitão Salomão com a Rua do Seminário e a Praça Pedro Lessa.

O transporte público funciona normalmente em ambos os locais das manifestações e, segundo a CET, a cidade de São Paulo não possui pontos de congestionamento.

Em ambos os locais, as manifestações estão pacíficas e não houve nenhum registro de confusão até o momento.

Segurança reforçada

O efetivo de segurança paulista é de aproximadamente 3.600 policiais e conta com o apoio de mais de 1.400 viaturas, 60 cavalos, 4 drones e 2 helicópteros da Polícia Militar (PM), segundo a Secretaria de Segurança Pública de SP.

Também participam da operação de segurança equipes dos Comandos de Policiamento da Capital (CPC), de Trânsito (CPTran), de Choque (CPChq) e do Corpo de Bombeiros (CCB).

Os atos serão ainda monitorados por meio de câmeras fixas, móveis, câmeras instaladas em motocicletas e as chamadas bodycams, instaladas nas fardas dos policiais. As imagens serão acompanhadas em tempo real direto do Centro de Operações da PM.

Manifestações pelo Brasil

No Rio de Janeiro, manifestantes pró-governo se concentram na orla de Copacabana, zona sul da capital fluminense. A população se apresentou majoritariamente vestida de verde e amarelo e portando a bandeira brasileira.

A manifestação contra o governo se concentrou na Avenida Presidente Vargas, no centro do Rio. Ruas no entorno foram interditadas.

Em Brasília, a manifestação aconteceu durante a manhã, na Esplanada dos Ministérios. O presidente Jair Bolsonaro falou ao público, afirmando que a população não deve aceitar “que uma pessoa específica da região dos Três Poderes continue barbarizando nossa população”, sem citar nominalmente nenhum dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

(*Publicado por Ligia Tuon)

Mais Recentes da CNN