Bolsonaro adia meta de redução de desmatamento no curto prazo para COP 26

Presidente decidiu retirar o trecho de última hora para ter tempo para apresentar um percentual que o Brasil consiga cumprir

Igor Gadelhada CNN

Ouvir notícia

O presidente Jair Bolsonaro decidiu adiar para a COP 26, em novembro, no Reino Unido, o anúncio de uma meta de curto prazo para redução do desmatamento na floresta amazônica.

Até esta quarta-feira (21), a expectativa era de que Bolsonaro anunciasse uma meta de redução do desmatamento para 2021 durante discurso na Cúpula do Clima nesta quinta-feira (22).

Segundo auxiliares presidenciais ouvidos pela CNN, Bolsonaro decidiu retirar o trecho de última hora, para ter tempo para apresentar um percentual que o Brasil consiga de fato cumprir.

No discurso nesta quinta-feira, o presidente brasileiro reforçou apenas promessa de acabar com o desmatamento ilegal na Amazônia até 2030, o que já havia dito em recente carta ao presidente americano, Joe Biden.

Incômodo

Bolsonaro foi o 21º líder mundial a discursar na cúpula, atrás de países como Bangladesh e Ilhas Marshall. A ordem, estabelecida pela Casa Branca, incomodou o presidente e ministros.

Na avaliação de um influente auxiliar presidencial ouvido pela CNN, foi uma “forma sutil” de os americanos humilharem o Brasil. Biden sequer acompanhou o discurso do chefe do Palácio do Planalto.

Irritado, Bolsonaro deixou a Sala de Reuniões Suprema do Planalto, onde acompanhava a cúpula, logo após discursar. Ficaram apenas ministros e assessores para acompanhar os demais discursos.

Presidente Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro
Foto: Mateus Bonomi/Agif – Agência De Fotografia/Estadão Conteúdo

Mais Recentes da CNN