Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bolsonaro e mais 22 devem prestar depoimento nesta quinta (22)

    Moraes negou três pedidos para adiar depoimento do ex-presidente

    O ex-presidente Jair Bolsonaro
    O ex-presidente Jair Bolsonaro TON MOLINA/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

    Gabriela PradoGustavo Uribeda CNN

    Brasília

    A Polícia Federal (PF) deve ouvir nesta quinta-feira (22) 23 pessoas envolvidas no suposto plano golpista que teria sido articulado em 2023 para manter Jair Bolsonaro (PL) à frente do Palácio do Planalto.

    Os depoimentos, segundo apurou a CNN, serão promovidos a partir das 14h30 em oito unidades da federação: Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Mato Grosso do Sul e Ceará.

    A força policial apura se auxiliares e aliados da gestão passada discutiram um plano, contido em uma “minuta golpista”, para não permitir que Luiz Inácio Lula da Silva assumisse o poder caso fosse eleito.

    A investigação é baseada em vídeo, mensagens e documentos apresentados no rastro do acordo de delação premiada do ex-ajudante de ordens Mauro Cid.

    Um dos investigados é Jair Bolsonaro. A defesa dele tentou por três vezes adiar o julgamento, mas o ministro Alexandre de Moraes, da Suprema Corte, negou os pedidos.

    A defesa alegou que queria ter acesso ao que foi obtido pela PF em busca e apreensão. O ministro, no entanto, afirmou que os autos da investigação já foram fornecidos para a defesa.

    Sem conseguir adiar o depoimento, Bolsonaro deve comparecer, mas pretende se manter em silêncio. Todo investigado tem o direito de permanecer em silêncio para não produzir provas contra si próprio.